Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Poema

Tu boca me fala tanto.
(Weverson Garcia )
Me fala mais quando não fala,
me fala tanto quando se morde
de vontade de dizer, e se cala
teme que quem ouve discorde
Tua boca me fala aos prantos
quando sorriso fino se esconde
em pequeno sorrisos, no cantos
E os lábios molhados se expande

é vontade de concordar, assumir
me acertou, me leu, entendeu,
é assim que quando eu presumir
a verdade do outro te resolveu.
Teus lábios não me falam sozinhos
os olhos dizem tanto como janelas
mas teus olhos se fecham, e a língua mela
os lábios que dizendo tudo, dizem aos pouquinhos
teus lábios, lascivos e lúgubres, lamentam
quando em previsível frase teus ouvidos atentam
em bico e sobrancelha se movimentam
e do centro ao canto orientam
é verdade, tua boca fala tanto,
bem mais que tua garganta
igualmente a teus olhos, se espanta?
de minha parte digo, é encanto.

2 comentários:

A. disse...

Bella, molto bella.

Brubs disse...

Grazie, ma chi sarebbe la "A" in questione?
Non capisco quelli che vengono al mio petto e avvolto in "anonimato" e scrivere qualcosa ...