Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Musicas

Ele deu o sinal e virou a esquerda, a rua logo a frente tornava-se mais larga, e os sinais pareciam querer que ele não fosse tão rápido, todo eles se fecharam , ele reduz a velocidade, para no semáforo no mesmo instante que o radio toca uma musica “Taking Chances” instantaneamente ele se lembra por que esta dirigindo sem destino...

Ela olha o olhava, e ele apenas inclinava a cabeça a frente, e deixou escapar um “Quem sabe” e saiu, a porta bateu atrás dele, e ele quase pode ouvir o som da voz dela dizendo “espera” mas ele logo entrou no carro ligou o radio e saiu. Mas qual o motivo de tudo isso? A tempos eles estavam tendo essas pequenas brigas e queixas, volta e meia um dizia algo que ardia os ouvidos do outro, e trazia aos olhos lagrimas longas e fundas .
Ele lembrou que por ser um tanto insistente, fora ele que provocará a briga, e tudo por que era desejo dele ter um fim de semana diferente. Mas ela tinha as coisas dela, os problemas dela, a vida dela a resolver e ele não era nada alem de alguém que a queria bem, ela não estava errada em dizer que “um dia quem sabe” no memento não era o dia e ele percebera isso agora ao virar uma esquina e ver um casal se abraçando no ponto de ônibus.
““Mercy” começa a tocar na radio, e ele até arrisca um sorriso, ele pensa, “ ela realmente deixa meus joelhos bambos” ele pensa em como e onde deve fazer o retorno para voltar a casa dela, e é na próxima esquina.
Olha para o relógio no carro e ok não é tão tarde, ele pode voltar e pedir desculpas, no caminho pensa o que fazer, mas falta-lhe idéias, talvez um simples, me desculpe, resolva talvez não...
Bem ele afasta o pensamento ruim, mudando de estação e agora “Bizare Love triangle” a batia animada mas a letra tensa o faz pensar que nada é como a gente pensa. E as vezes a gente escolhe viver algumas coisas... ele escolheu viver com ela, ela ainda faz suas escolhas... ele não pode privar ninguém disso.
Agora ele encosta o carro a beira da calçada a luz acessa, diz que ela esta acordada... ele caminha até a porta e bate uma vez, duas... e ela abre a porta... e tocando de fundo Came away with me
Ela o olha nos olhos com um rosto tenso e ameaça dizer alguma coisa ele diz antes..
-Perdoa... me perdoa... você tem todo direito e razão em fazer como quiser...
-As vezes eu penso que seria fácil dizer que sim, mas, não é melhor viver um dia de cada vez? Sabe, eu já tinha te dito que vamos deixar rolar...
Ele olha nos olhos dela, respira fundo e diz.. Vamos... é o melhor...

Ela o da um abraço, um beijo no rosto e um boa noite, a porta se fecha e ele volta ao carro e agora Renato Russo canta metal contra as nuves... e ele volta pra casa.. pensando... que as musicas sempre transforma uma cena comum em algo muito marcante...

Um comentário:

Devoradora e Cuspidora de Palavras disse...

As trilhas sonoras da vida de cada pessoa é algo a parte e que não da para entender