Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

AI ai

- Não te entendo, juro que não te entendo... – disse ela de costas a ele sentada na beira da cama.
- Como assim não me entende?
Ela olha por sobre o ombro e fala suavemente.
- A tempos a gente se conhece e sai, a mais tempo ainda você vem me procurando me fazendo acreditar em coisa que eu não queria mais acreditar, me faz voltar a olhar as coisas como novidade, mas depois de eu te dizer o que sinto tu só me diz... “ai”... como se te tivesse causado uma dor, uma terrível dor, como se fosse ruim que eu te diga que te amo, que te quero... e que preciso de você.
- Mas..
-Não tem mais, passamos o dia juntos, depois de tanto tempo, de tantas falhas, de tantas farpas e ferimentos, dos dois lados, e ai eu volto a te ver como via antes, volto a me entregar e quando eu me abro pra você... quando eu solto tudo que sinto, tudo que mais me é importante... você geme, gemeu apenas e não disse nada alem disso... nada alem de um ai.. mas me diz eu te causo dor? Eu te faço mal, por que se faço me larga vai viver tua vida, vai ser feliz, me esquece... eu não sei se vou te esquecer mas ao menos vou vivendo também...
- Olha, - disse ele em tom solene – A gente tende a analisar as coisas com base em uma pequena parte da vida que a gente conhece, um pouco do que lemos, ou um tanto do que ouvimos por ai. Ai tiramos nossas conclusões, eu não disse apenas “ai” eu disse Tu é meu “ai”...
- E o que ISSO quer dizer?
- Se eu te falasse “Je t'aime” tu ia sorrir e me abraçar e morder, se falasse em ingles tu ia sorrir e fazer o mesmo ou alemão , não importa... mas eu disse “Aishiteru” ou melhor disse AI..
- O que é isso?
- Sabe, quando a gente ama a gente sente um monte de coisas, muita gente descreve como fogo que queima, como um ardor, como uma dor, quem ama fica susipirando pelos cantos, e quando ve a pessoa que ama diz “ AI AI” em suspiros... e sabe o que é mais incrivél? Os japoneses, eles entendem bem disso e para eles AMOR é AI...
- AI...
- É linda... eu também te amo...tanto que não sei dizer outra coisa a não ser AI... ai... ai...

Um comentário:

G. disse...

Brubs, bonita crônica... Leve, agradável de se ler e até certo ponto, divertida. Parabéns e obrigado por esses bons textos que alegram um pouco mais os nossos dias. Grande abraço, companheiro de palavras!