Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Simples

Diga o que quiser, mas eu acho que o mal de nosso mundo não é uma doença, e sim a solidão.
É visível que hoje em dia todos estão sozinhos, buscando sucesso na profissão, são engenheiros, arquitetos médicos ou qualquer outra profissão.
São jovens que enchem a cara toda noite, chegam nos lugares sozinhos e voltam pra casa sozinho.
A sim , existe quem volte acompanhado, por uma noite, tem a sua dose de sexo, mas seria isso suficiente?

Eu acho que não, ninguém mais da valor , ou melhor tem gente que paga para ter uma falsa idéia de companheirismo, tem gente que paga para receber uma noite de sexo, ou algumas horas.
Eu acho que sou mais simples, Eu vejo as pessoas dando tanta importância a coisas tão sem importância como o modelo do celular que tem, o tipo de roupa, o carro. Ao vinho que vão tomar as ações da bolsa, e nem olham para o lado
Nós estamos é sem dar valor a coisas simples como andar de mãos dadas, um telefonema no meio do nada pra dizer apenas um oi, falta... falta sentimento mesmo.
Alguns podem pensar que sou um solteiro, encalhado e triste, mas acho que pra dizer isso que to dizendo é preciso ser bem resolvido.
Eu acredito que ao invés de dar valor ao cinema que vai com a pessoa, se é o mais caro ou o restaurante o de maior nome, e se vai terminar a noite no motel, devia-se dar valor ao fato de passar algumas horas olhando nos olhos enquanto come um jantar que você fez, ou assiste um filme dublado na TV, e saber que a noite vai ser perfeita quando dormir, apenas dormir abraçadinho com ela.
Tu pode ser o mestre no que faz e ainda assim lamber os dedos de doritos,
Pode ser a melhor advogada e ainda assim chorar com comercial de manteiga
Quem disse que ser bom, ser adulto é ser chato?
A gente se cala, não diz o que sente, segura com medo, e quando vê, assim como a pessoa que passou rindo por sua frente, a vida passou, e o tempo de ser feliz é bem curto, viver é um tempo curto...
Muita gente diz que mostrar sentimentos é um sinal de fraqueza, te faz parecer bobo, infantil, ridículo, louco...
Mas e dai?
O que deveria ser evitado é essa mania de achar que um banho de chuva vai estragar o alisamento, ou que se jogar no chão e brincar com uma criança vai te deixar sujo e sem graça, e nunca dizer a uma pessoa importante pra você...

Vamos viver boms e maus momentos, pode ser que um de nós, ou os dois pulem fora, mas se eu não disser pra você agora, o quanto você me é querida, eu vou passar a vida toda pensando que poderia ser diferente, e eu posso me arrepender e querer voltar atrás... mas isso é complicado...e EU, eu prefiro as coisas simples...

sábado, 23 de outubro de 2010

tic tac

La fora o vento suave sacudia as roupas no varal, o sol morno acariciava o gato deitado nas pedras, lajotas com a pancinha para cima, e ela, sentada na degrau da entrada de sua casa fumava um cigarro, um tos tantos que ela escondia no fundo de sua bolsa como reserva para momentos duros da vida, ou o fim de uma noite de muita bebida.
Olhava atentamente o tempo passar, sem muita pressa afinal o tempo não tem pressa de nada, faz tudo a sua vontade, as pessoas andavam na rua e algumas até acenavam a ela no degrau da entrada, enquanto o gato agora esticava-se ao sol, e de súbito ela pensa.

- Faz tempo.. tanto tempo que não o vejo... como ele esta? – levanta-se rapidamente e caminha ao telefone, “Qual é mesmo o numero?” pensa ela, mas os dedos cegos já digitaram metade do conjunto de números e os outros tantos ela desenha com os olhos umas 3 vezes antes de digitar...
Uma chamada... duas.... 3 vezes e em fim ,
- Alo
- ...
- AlOUU!
- oi... – Disse um tanto timida..
- Oi, nossa, quanto tempo hein?
- É acho que....
- Não... não nem importa, tempo é besteira.. mas como esta? A que devo o prazer de seu telefonema?
- Haaa deu Saudade... pensei em você hoje e quis ligar
- A que bom que ligou, fico feliz, trabalhando?
- Não, ainda não, só depois que terminar tudo que quero fazer nos estudos, sabe como sou.
- Sei, Mas e de resto? Como esta? Casou?
- Não, não casei, ... e você?
- Sim
Um raio corres sua espinha... ela segura um suspiro de desapontamento e diz com a voz disfarçando tristeza em meio a surpresa .
- Serio? Que bom, você sempre quis né?
- É, casei, semana passada.
- Serio? Taão pouco tempo
-Mas por que não casou? Você gostava tanto dele..
- Mas ele não... com tempo vi que não era o que eu queria, sabe... deixei o tempo passar e nem me dei conta das coisas...
-Tempo...é complicado isso.
- Poxa mas que bom que casou...de verdade... fico feliz
-Pode mentir pra mim, mas sei que não vai mentir pra você... esta surpresa né?
- Bem sim, e quem não ficaria? Saber que um grande amigo casou e nem te convidou ao casamento!?
- E como ficaria em saber que esse grande amigo, não teve coragem?
- Por que? Por que faltou coragem, nem tinha motivo né?
- Porque até 3 semanas antes eu ainda esperava você me ligar, ainda esperava você me dizer um oi, meio sem jeito, e me perguntar como eu estava, eu diria que estava noivo, e você me diria que estava com saudades, se poderíamos tomar um café, eu diria que sim, e lá olhando você e você me contando sobre sua vida que estava novamente solteira eu diria pra você que ainda te amo, e que se tu me sorrisse como antes eu Largaria tudo por você.
- Mas você estaria noivo...
- É eu ESTARIA até a hora de sua ligação...
- E o que seria diferente?
-A diferença esta que eu agora, tenho um laço que é pra sempre, você me conhece, casei e estou aprendendo a amar a ela a cada dia...
-E a me esqeucer...
-Eu não... mas você me esqueceu por todo esse tempo
-Eu pensei muito em você.
-Eu não deixei de pensar em você, quis te ligar, mas de que adiantaria? Você sempre me pareceu certa de tudo, eu fiz o que podia... esperei você me ligar
-E eu liguei
-Um pouco tarde agora...
-Você me disse uma vez que me esperaria pra sempre...
-“Se você não se atrasar demais, posso te esperar por toda a minha vida.” Oscar Wilde, foi o que eu disse.
-E eu me atrasei?
-Eu disse, SIM e você não se levantou no publico dizendo que tinha algo contra...
-... Você não me avisou que ia casar
-Teria feito diferença?
-Provavelmente sim
- ... uma duvida para uma certeza?
- E não foi sempre assim?

Caminho sem volta...

Caminho sem volta...
Weverson Garcia de oliveira
Já sentiu que teve um amor de verdade
já fechou os olhos e confiou, apenas confiou
Já teve a certeza de que era real, como o ar a sua volta
já se olhou no espelho e teve medo, mas mesmo assim pensou... “Eu agüento!” ?
É , você chegou no ponto sem volta, não tem como evitar
é a ponta de um iceberg, é o frio depois de queimar
é puxar o fôlego e mesmo assim faltar ar
é gritar bem alto, e mesmo assim ninguém te ouvir falar
Alguma vez você já se sentiu assim?

Já se odiou por ficar horas olhando o telefone, ou por ter ligado
quando não devia nem ter se importado?
ficou ali esperando o toque que te fizesse sentir que não esta sozinho
Já chorou só em sentir um toque suave do polegar?
é você chegou ao ponto sem volta, não tem como evitar
alguma vez você já se sentiu assim?
É o cair da areia da ampulheta, é o tempo que não contenta
é o primeiro passo de uma jornada, que não tem fim
é o suspiro antes do beijo, é desejo de nunca parar
é por a mão no fogo sem medo de se queimar...
alguma vez você já se sentiu assim?
É,um olhar solto, com os lábios de chocolate
uma frase suave, um chamar de anjo
chamando de anjo

Alguma vez você já desejou que a tarde não tivesse fim?
ou esperou que a noite fosse ainda melhor
é, você chegou no caminho sem volta, não tem como evitar
alguma vez você já sentiu como se o ar fosse embora e mesmo assim desejou ficar mais e mais!?
alguma vez você já se sentiu assim?
alguma vez já sentiu se assim perto de mim?
É eu já cruzei o caminho sem volta.. é só a ponta do iceberg...
eu espero o toque que me prove que eu não sou sozinho...
é... estou cruzando esse caminho sem volta...

alguma vez você já se sentiu assim?