Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

sábado, 23 de abril de 2011

Malogrado.

Hoje eu pensei em escrever um texto enorme sobre tanta coisa que nem teria titulo, seria apenas um monte de frases perdidas a quem fosse ler, ao menos eu acho que se uma certa pessoa fosse ler entenderia ele por completo... mas então as horas me fizeram perceber a tolice que seria... e eu me pequei pensando em escrever esse pequeno texto..
“certa vez, um jovem disse a uma certa donzela em sua torre, ( Me encanta ) a donzela fechou a janela, e disse, não, ainda não estou pronta, talvez nunca esteja, mas se um dia estiver, será o primeiro a saber.O jovem fechou os olhos e disse que deixaria ela em seu lugar, mas esperaria um dia poder dizer e ter com ela tudo que tinha vontade...
Mas o tempo passou e certa vez o jovem pode ver ao longe alguém subindo a torre alta.. alguém tinha com a donzela um encontro...e ele tinha dela apenas saudades...”

O motivo.... bem Cecília Meireles já tinha dito.

"Nunca eu tivera querido
Dizer palavra tão louca
Bateu-me um vento na boca
E depois no teu ouvido
Levou somente a palavra
Deixou ficar o sentido

O sentido está guardado
No rosto com que te miro
Nesse perdido suspiro
Que te segue alucinado
No meu sorriso suspenso
Como um beijo malogrado

Nunca ninguém viu ninguém
Que o amor pusesse tão triste
Esta tristeza não viste
E eu sei que ela se vê bem
Só se aquele mesmo vento
Fechou teus olhos também"


Bem,... eu mantenho minha frase... copiada de Oscar Wilde
“Posso te esperar pra sempre... só não se atrase muito”

Muito embora... hoje eu tenho um sentimento amargo em minha garganta.

Nenhum comentário: