Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Não entendia o motivo mas pegou e pois da forma mais organizada possível na desordem que se encontrava, suas coisas, na porta de costas para ele ela apoiava a cabeça na porta e mesmo que ele não pudesse ver saiba que ela chorava.
Ele parou por um segundo e respirando fundo pensou se fazia a coisa certa.
- Não sei o que mais posso fazer, já tentei de tudo, já fiz tudo que podia e a cada tentativa minha você recua 2 ou 3 passos... enquanto eu me envolvo mais e mais você se cega, se fecha se afasta... e eu já não tenho muito mais o que fazer. – Disse ele pondo a mochila em suas costas e caminhando até a porta.
Ela então olhando por sobre os ombros com os olhos navegantes em seus sentimentos virou-se lentamente e pondo a mão sem eu peito deixou seus sentimentos virarem verbo.
- Toda vez que você vinha pra mim com seus gestos, com seus carinhos, com suas formas doces e suaves de me mostrar o quanto sou querida por ti eu me surpreendia. Toda vez que sorria ao me ver, toda vez que me apoiava ao me ver chorar, toda vez que se emocionava e me emocionava com nossas conversas eu me surpreendia, e não é por não gostar de você, mas por ter medo de não ser o suficiente pra ti. – O olhou nos olhos enquanto uma lagrima corria em seu rosto e percebeu que era espelhada no rosto dele.
- Eu recuava por medo de que você percebesse isso, percebesse que não sei se sou tudo que diz, se posso te dar tudo que quer... e se eu mesmo sou capaz de te querer tanto como você me quer... tenho receio de receber mais do que do a você.
- E quem disse que estamos competindo?
- Ninguém disse, nem eu disse tudo que queria te dizer...
- Então diz
- Te amo, mas se você não sente isso, se não se sente amado por mim... vai... prefiro te ver feliz longe do que infeliz ao lado.
Ele passa as mãos no pescoço dela, e puxando levemente apóia ouvido dela em seu peito e beijando suavemente seus cabelos diz.
- E tem como não amar você?...

“ As vezes tudo que falta para um relacionamento dar certo não é dizer muitas vezes eu te amo, nem jogar toda hora rosas a frente da pessoa amada... as vezes falta apenas um pouco de transparência e humanidade... todo mundo tem receios, medos e temores... e assumir isso a alguém me parece ser uma das grandes provas de amor...”

Nenhum comentário: