Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

"era uma vez - O bosque"

"O véu"

- Isso só pode ser um pesadelo só pode ser pesadelo... – Repetiu ela mais uma vez...
- Claro que não é um pesadelo minha pequena... não é pesadelo algum. – Disse uma voz noturna e pesada.
Marthinha abriu os olhos e viu na janela um pequeno corvo, ele plana calmamente e pousa na aba da banheira e martinha de olhos arregalados pergunta.
- Você falou também!?
-Na verdade não falei Também... mas falei que não é um pesadelo, na verdade nem um sonho... é apenas uma outra realidade.
-...HEIN!?
-Hum.. você nunca ouviu ou falou com nada que não falasse ?
- Não... não... nunca fui louca..
O pássaro negro ri e inclinando-se para traz quase cai da banheira então diz...
- Querida, a verdade é que de alguma forma você cruzou uma coisa que costumamos chamar de véu, e agora esta conseguindo ouvir e espero que que também vendo o mundo do outro lado.
- Outro lado? – Disse marta tirando metade do corpo da água - como assim ? –Continuou ela curiosa com a descoberta.
- hum com o tempo contarei mais a ti, porem agora devo dizer que Não deve contar a ninguém sobre nada que escute ou veja OK? Os adormecidos não costumam entender muito de nosso mundo e nem aceitar muito bem quem consegue abrir os olhos e ver pelo véu.
- OK ok eu não falo... mas... todo animal fala?
-Graaaa... animal? Não ser... todo ser pode falar, vivemos no que vocês passaram a chamar de FABULAS, ou contos de fadas... antes eram contos que as fadas contavam... agora são contos das fadas... e coitadas.. já não são mais tão numerosas...
- fadas não existe...
-AAAAA deus... matou mais uma... retire isso retire agora
-Eu não... fadas não existe mesmo... é impossível existir um pequeno ser com assas de borboleta e que brilhe no escuro.
- AAAAA é um Genocídio... um assassinato em serie – estão todas caindo feito folhas no outono... e graak.. graaak – Disse o pássaro negro curvando-se e parecendo doente...
- OK OK... eu acredito que elas, as fadas existe, se tu esta dizendo isso eu acredito afinal você fala...
-... a....arf... obrigado... já estava perdendo a minha alma onírica...Bem...
Aconselho que va se deitar... durma... e sonhe...Amanhã eu voltarei e vou contar a ti mais sobre nossa história... e nossos costumes e por favor...
Não diga mais nada contra o mundo fantástico ok?
-De verdade... sim sim, eu prometo...

A ave sai pela janela e ao longe diz
- E cuidado com as sombras sim? Ilumine com bons pensamentos
- Como assim.... Sombras?
mas a ave já estava longe de mais e ela não consegiu ouvir a resposta.
A sua mãe batendo a porta perguntou
- O Que foi filha? Que sombras? Dormiu foi?
- é mãe... cochilei... tive um pesadelinho....
-ok... agora vai pro quarto...
Martha caminhou até o quarto em seu pijama de flanela e olhando pela janela teve a impressão de ver um monte de vagalumes voando entre as folhas das arvores no bosque.

Nenhum comentário: