Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

"Fadando"

A pequena menina corria pelo gramado ainda vestindo sua fantasia de fada, a poucos minutos participou de sua primeira peça, e já era um clássico, “sonhos de uma noite de verão” seu papel não era importante, era apenas uma fadinha que corria nos jardins vez por outra mas ela estava cintilante, e não foi por sua atuação, mas por que seu pai estava ali, e esteve lá durante toda a peça sorrindo, fotografando e filmando... ela mesmo nova sentia dele um fraternal carinho o mais puro, mesmo que nos outros dias ele nunca estivesse em casa.
- Pai, Você viu? Eu “fadando”?
-como? Fadando?
- é o que as fadas fazem, elas fadam não é? Passarinho fica voando, e cantando, fada fica fadando – disse isso sorrindo e mexendo as pequenas asinhas em suas costas.
O pai que vinha andando logo atrás fotografando cada pulo e riso dela riu por longos minutos até que pode finalmente voltar a falar e disse.
- Você ta certa minha filha, um neologismo perfeito esse seu, fadas fadam...
- nerologistmo?
-HAHAHAH não filha NE O LO GIS MO , é isso que acabou de fazer inventar uma palavra nova.
- Eu sou uma Ne o lo gis ta – disse bem devagar para não travar a língua – é isso?
-Não filha... não é
- o que eu sou então?
- É a melhor filha do mundo – agarrando a pequena e rolando no gramado alheio aos olhares muitas vezes invejosos a sua volta ele brincou com ela e manteve sempre que pode entre seus braços, a luz branca do meio dia foi perdendo a força e caminhando para um tom dourado, que tornava tudo inda mais mágico, ela que apesar da idade já sentia o peso das horas e sabia que logo iria ter que voltar a triste realidade de mais um dia sem seu pai
-Pai?...
- Diga minha fada fadante!
-hehe... Eu fiz algo errado?
- Não você foi perfeita!!! Uma atriz de dar inveja.
-não pai... não é isso... por que você foi embora... eu fiz algo errado?
Um nó travou a garganta do jovem pai e logo seus olhos mostrando uma vergonha da alma tornaram-se vermelhos e sangraram salgado e tentou dizer

- Não filha.. nunca... jamais pense isso, você é a única pessoa que não errou nada... na verdade amor... quem errou foi o papai... eu errei...
-Pai eu desculpo o senhor... pode voltar pra casa ta?
-Não posso filha... sua mãe não me desculpou... e não é assim tão simples...
-Ela chora as vezes... eu escuto... ela do meu quarto as vezes...
- ... Ela não devia chorar...
-Nem você papai... – esticou a mão tocando no rosto do jovem que tinha uma longa linha de lagrimas no rosto ela disse mais uma vez – Volta pra casa? Tenho saudades
Tomando a filha em seus braços uma vez mais viu a imagem da mãe se aproximando ao longe, então apressou-se em dizer
-Filha... Papai não pode voltar assim, mamãe esta muito chateada, e as vezes é bom ficar um pouco longe... saudade pode fazer coisas boas... como a tarde de hoje não foi boa?
- Foi sim pai.. – Disse ela iniciando um choro.
- Hey... não pode chorar... já sei.. posso te pedir uma coisa? Mas é uma coisa muito especial
A pequena fada acenou com a cabeça sem conseguir dizer nada e ouviu o pai falar
- Toda vez que ouvir sua mãe chorando... vai no quarto dela, e diz que ela não pode chorar... por que se fizer isso... uma fada linda vai chorar também.
-Ta... mas e você papai? Quem vai fazer o senhor parar de chorar?
- Se sua mãe não chorar... eu certamente não vou chorar... e vou sempre ter a imagem da melhor fada do mundo fadando nos gramados e palcos... – Levantando ela contra o céu que cintilava em azul com nuvens pontilhadas de dourado e violeta...
- Pai... eu te amo
Ele abraça a filha e vendo a mãe a dois passos de distancia diz
- Eu também te amo... te amo muito – disse olhando fundo nos olhos vermelhos da mãe
A noite sentado vendo as fotos e vídeos seu telefone toca
-oi...
- Ola.. aconteceu algo?
- Sim...
-O que?
-Volta pra casa.... a fada pode “fadar” sempre... mas a única coisa que não vai me fazer chorar... é você a meu lado... volta?
Antes dela terminar de dizer ele já estava saindo pela porta enquanto uma fada rodopiava feliz em um gramado na tela da TV.

Nenhum comentário: