Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

O que tiver que ser... será

Ele chegou em casa com os olhos pesados, o dia havia sido longo e cansativo e a semana maior ainda... seu porteiro buscando um pouco de papo o segurou por longos 5 minutos, mas logo percebeu que ele estava ali mais por educação do que por interesse e logo o liberou para ir... e ele não tão educado acabou indo sem dizer nada.
O elevador demorou mais do que o comum, ele recostado na parede esperava como quem espera a liberdade, logo ele estava subindo em um elevador vazio até seu andar, o pequeno trajeto até a porta de sua casa e ele pode perceber uma pequena ponta de envelope de baixo da porta... abriu calmamente a porte e pode ver... um envelope aéreo... e isso gelou seu peito.
O remetente era ela... e ele não conseguia pensar no que estaria ali nas próximas linhas a serem lidas... mas o endereço de remetente o fez ler e reler 3 vezes.. ela estava de volta... não estava mais tão longe...
Abriu o envelope e pode quase sentir o perfume dela, mas era sua imaginação, e logo começou a ler a carta.
“Ola...

Não sabia bem como começar esta carta, na verdade, acho que nem deveria ter começado mas é algo que estava me consumindo e eu acabei fazendo... talvez uma besteira mas... fiz.
Me disseram a pouco tempo que estava namorando, e que provavelmente ela esta dando a você algo que eu nunca consegui dar, soube que esta trabalhando onde sempre quis trabalhar, então acho que seus sonhos estão se realizando não é?
Não sei como te dizer isso mas as vezes eu me sinto envergonhada... você sabe que eu odeio voltar a dizer coisas que não sei se podem ser ditas, mas eu não consegui e aqui estou eu dizendo...
Eu tenho desejado te encontrar mesmo que sem querer em algum lugar e que tu me veja e me reconheça e veja nos meus olhos que pra mim isso nunca acabou... mas tudo bem... me desculpe.. eu sei que você esta feliz e eu só desejo O bem pra você, só desejo que seus sonhos sejam realizados... eu sei que eu vou passar o tempo procurando alguém como você... mesmo que eu tenha certeza que isso não exista... Eu de verdade só peço que não esqueça de mim... não me ponha para fora de suas lembranças... já que estou fora de sua vida.
Eu sei... eu sei que o ponteiro gira o tempo voa e certamente nosso tempo já passou, e aquele momento de nossas vidas não vão mais se repetir, por mais que a gente queira... ou melhor, por mais que eu queria não posso voltar no tempo, somos limitados nisso... a gente pode lembrar mas não viver de novo... não tem como viver de novo aqueles dias lindos...
Não tem como eu voltar e eu odeio essa sensação de tristeza que me bate ao lembrar dos bons momentos, lembra? Seriados, almoço, cinema e eu e você o resto do dia juntos?
Mas isso passou... e agora te vejo ai cuidando de sua vida e eu juro pra ti que quero te ver feliz... Eu as vezes passo pelas ruas que andávamos juntos... e te vejo... não de verdade.. mas te vejo andando ali... comigo... eu sei... eu acabo sendo ridícula dizendo isso depois de ter feito tudo que fiz... mas...
Me desculpe... e não esquece de mim... eu te imploro... e se um dia me ver passando por ai na rua, saiba que pra mim não acabou mesmo... e mesmo que eu esteja com alguém... esse alguém nunca vai ser o certo... por que o certo pra minha vida sempre foi e sempre vai ser você... e eu nunca vou achar alguém como você... “

Ele rele a carta umas 2 vezes e em todas seus olhos tendem a borrar as letras com uma lente liquida... ele olha a sua volta... e mesmo não sendo ela nos retratos... é o sorriso dela que ele vê.. e ele pensa guardando a carta
E ele mesmo sabendo de tudo isso, e mesmo acreditando nas verdades vindas delas ele não pode ligar e nem procurar ela... orgulho? Talvez, medo? Bastante... mas na verdade... ele não sabe o que esperar... e a aliança em seu dedo o impede de fazer qualquer coisa contra isso... ele deve esperar ela... e torcer para que o ditado seja verdade.
“o que tem que ser... será...”

Nenhum comentário: