Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Tapinha nas costas

A gente tem mania de pensar que se fechar para vida é a melhor solução, que assim vamos evitar dar uma "topada" que vamos nos proteger e não ferir mais a nós mesmos... mas quantos acidentes fatais são "domésticos"?
Não se proteja não se isole não se exclua, enquanto você se tranca o mundo continua a girar e girar... e não adianta ... mais cedo ou mais tarde você aprende que uma "topada" é muitas vezes melhor que um tapinha nas costas...A vida é feita de aprendizado e eu posso dizer que Renato Russo estava certo "toda dor vem do desejo de não sentirmos dor" quanto mais a gente se fecha, se tranca pra vida e evita sentir e viver, mais ficamos sensiveis e ai.. qualquer espetadinha doi como corte profundo.

A dor pode te encinar mas isso só acontece depois de um tempo... quando sofremos temos algumas fazes,
A negação, iludimos a gente mesmo dizendo que não estamos sentido dor, que somos fortes que não estamos abalados ou sofrendo... mas... ai vem a segunda fase

A queda, quando a gente descobre que não é bem assim, que a gente sente sim, e que foi forte, que doeu mesmo, que te derubou, ai você pode optar por duas formas, se isolar evitar conato, passar longos e longos anos de sua vida sem sentir novamente algo de bom ou ruim... ou então

aceitar, aceitar que tudo pode dar certo ou errado, é assim pra todo mundo, não apenas pra você ou pra mim.... Todo mundo até o filho da puta mais sortudo do mundo ja teve seus momentos, e certamente tem, seus momentos de tristeza dor e danação... todos ... sem exceçõs ja tomaram uma topada da vida.

E ai depois disso, você vai olhar pra você, os derrotistas podem olhar e pensar "caralho que merda .... de novo isso, que bosta,... sempre comigo... sempre... " e os otimistas podem olhar pra si e pensar "Porra velho... ta ai... passamos por mais uma... mas... vamos viver a vida... "

Eu não sei em que grupo estou, não sei se sou um derrotista ou um otimsista ... as vezes sou um as vezes sou outro...
mas posso dizer uma coisa.
Não sou do grupo que se fecha em uma torre... não sou do grupo que se impede de viver...
O mundo hoje em dia esta muito "digital" mas a gente esquece do outro sentido da digital...
e não tocamos mais nada alem dos teclados, e mouses com a ponta dos dedos...
Pessoas são apenas contatos, amigos são adicionados e depois de uma briga excluidos... mas quantos você realmente tocou com suas Digitais?

Emtão seja uma farpa no dedo, uma pedra no caminho, um fora, um tapa no rosto, uma verdade dolorosa, uma calunia inusta, seja qual for a dor que sente...
Fique na sua torre só até perceber que lagrimas são feitas para regar sorrisos e não tristezas... depois disso abra a janela, a porta convide seus amigos para uma festa... e va tocar o mundo... mas não esse... tatei de verdade o mundo com suas digitais...

A vida é mais curta do que pensa... e temer uma dor ou outra... vai te fazer perder muito mais tempo do que imagina.

Nenhum comentário: