Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

domingo, 14 de agosto de 2011

Ultimo bilhete.

Ele chegou em casa e por baixo da porta um bilhete, abriu despretensiosamente e leu.

“Estou indo embora para não mais voltar, a gente nunca daria certo, a gente nunca deu certo... sempre existiu esse buraco entre a gente, essas coisas que você busca e eu não posso te dar, e eu nunca vou ser quem você gostaria que eu fosse, assim como você nunca é quem eu gostaria que você fosse,
Por mais que a gente se goste, por mais que a gente se respeite, sempre acontece de um magoar o outro de um fazer mal ao outro sem perceber, as vezes por pensar que esta fazendo a coisa certa outras por não saber o que fazer...
Eu admito que não é uma pintura na parede que me fazia ficar louca, nem as cartas guardadas com tanto carinho, muito menos as horas que passava trancado em seu escritório relendo as mesmas... o que mais me fazia mal, e ainda faz, é olhar nos seus olhos e perceber que você nunca estava ali, estava sempre atrás a um tempo, em um lugar que eu não podia ir com você...
Sempre temia que um dia você me dissesse aquela frase maldita, e se afastasse de mim, eu sei que tentou se aproximar, tentou ser diferente, e eu também tentei mas... mas você vai sempre pensar nela, vai sempre sorrir quando ouvir o nome dela na rua, vai sempre ... sempre esperar por ela... E todo erro que eu cometo, toda vez que eu piso na bola é terrivél é a pior falha que poderia ter, mas quando me contava das coisas que ela fez... mesmo sendo ruins... você fechava os olhos e eu sabia que você já tinha perdoado... mesmo quando eram erros terríveis e te faziam sentir-se mal...
Eu não sei como, nem por que a gente ficou junto tanto tempo... na verdade eu me via como sendo uma válvula de escape para você, sempre que seu dia não era bom, eu estava lá pronta pra te ajudar te apoiar e te animar... mesmo que recebesse apenas um afago bobo em troca...
Mas hoje eu vi que não posso ser assim, que já tinha te perdido pra ela antes mesmo de você ter se ficado comigo... Não posso pedir muita coisa depois de tudo que a gente já teve, e tudo que eu sei que me deu com todo respeito e carinho, mas quero te pedir uma ultima coisa.
Seja feliz... Seja realmente feliz... por que Não existe no mundo homem como você, não existe no mundo, pessoa tão especial e maravilhosa como você... eu vou sempre fechar os olhos e sorrir quando ouvir seu nome... mas sei que quando você fizer o mesmo não vai ser o meu que vai pensar... e ouvir...
Desculpe não ser a mulher perfeita pra ti... desculpe ter tentado tapar um buraco que não é o meu tamanho... desculpe por minhas tentativas de ser presente e melhor a sua vida... mas..
Eu sei que nada seria bom e nem suficiente... por que Eu não sou ELA...
Adeus... Cuide-se... e seja feliz.”

Ele sentou-se no sofá olhou a volta e a casa vazia apenas os mesmos moveis de sempre, as mesmas coisas fora do lugar... e o mesmo retrato pintado na parede...
Mas agora... ele sentou-se no sofá e soube que seria sempre assim... ele vazio... esta que estava a seu lado partindo por que vivia a sombra dela.... e ela longe... sabe-se lá onde...

Nenhum comentário: