Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

domingo, 2 de outubro de 2011

Pedágios

Ela entrou no carro e apertou o cinto, assim que ligou o aparelho de som ligou e o som de The smiths ´Unloveable” começou a preencher o vazio do carro. Ela sorriu e ao conferir os documentos do carro encontrou um pequeno bilhete dele.
“Bom dia, desculpe fazer isso deixar essa musica para tocar assim de manhã mas é que eu me sentia assim sem você, um completo e total ser que nunca seria amado”
Ela fechou os olhos, e sorriu, era comum dele deixar bilhetinhos espalhados pela casa para que ela os encontrasse a qualquer momento do dia, certa vez encontrou um dento do congelador “Só você pode aquecer meu peito, antes ele era um gelo , te amo” e hoje esse bilhetinho e a musica... é ela sabia que era verdade.
Ela acertou o espelho retrovisor e saiu da garagem, tomando o caminho que tomava de costume, logo a frente o sinal fechou-se e ela parou, a sua frente um grupo de jovens estendeu uma faixa e nela os dizeres.
“ Não importa quantas vezes eu te diga, sei que não vai acreditar em mim, mas eu sempre vou tentar... Princesa... eu te amo” um dos jovens caminho até o carro dela bateu com o no dos dedos no Vidor ela baixou e ele disse.
- A gente pode passar a vida toda sem amar de verdade uma pessoa, mas quando ama, é ai que a vida faz sentido, Estas rosas são apenas o primeiro passo, não se apresse assim como na vida se a gente correr muito a gente deixa de ver tudo que é importante. – Disse isso entregando a ela um buque de flores e um pequeno bilhete.
“Espero que ainda esteja ouvindo o cd que eu coloquei em seu radio, a próxima musica é muito importante pra mim... Te amo princesa...”
E logo os acordes de “Apenas mais uma de Amor” tomaram conta do carro e ela teve que segurar um pouco o choro... eles costumavam cantar versos dessa musica um para o outro algum tempo atrás, o sinal logo tornou-se verde e ela foi... atenta as musicas que tocavam no cd e a tudo a sua volta.
Mais a frente uma menina de pé a beira da rua segurando uma plaquinha com os dizeres “Sua filha poderia parecer comigo!!” e um pouco mais a frente um outdor com um casal de idosos se beijando “Não é apenas um sonho bobo é? Envelhecer a seu lado!?” e assim que ela cruzou a esquina lulu santos começou a cantar ”Eu te amo calado” e agora os olhos dela iniciaram uma constante de lagrimas. Ela quase encostou para ouvir a musica mas viu mais a frente um outro grupo de jovens... a frente.. no sinal novamente.
Diminuiu a velocidade para poder parar no sinal e ver a faixa.
“Bom saber que não esta correndo, bom saber que esta atenta a tudo... Acho que agora você esta em companhia de um certo lulu que te diz como é a vida... um dia e noite um não e sim...
E eu te amo minha princesa... mesmo,”
Uma menina aproximou-se do carro e ela imediatamente abriu o vidro.
- Tem certas coisas na vida que podem ser melhor com o tempo, e descanso, um bom vinho é aquele que é posto de lado um tempo, e até parece ter sido esquecido, mas na verdade ele estava lá vivo e aprimorando... o amor é assim... você pode deixar ele de lado... mas ele vai sempre estar ali... forte e fermentando. – Dito isso a jovem entregou uma cartinha
“ A gente sempre se preocupa com quem a gente ama, mesmo que as vezes a gente deixe ela ali, no canto, parecendo esquecida, mas a gente faz isso por que sabe que ela precisa desse tempo, eu nunca esqueci você, e quando pensou que tinha esquecido eu estava ali te olhando de longe... te amo muito minha pequena... te amo “
Ela seguiu mais um tempo, nas ruas cruzando esquinas e subindo vias e a cada musica que tocava no radio uma lembrança especial era trazida a mente pelos ouvidos e transformada hora em sorriso hora em lagrimas. Até...
Chegando a frente de seu trabalho, e estacionando o carro ela escuta uma voz familiar.
“hey... linda... A essa hora já deve estar em frente a seu trabalho, isso se o transito for o de sempre, bem mas é isso... eu te acompanhei um pouco hoje, te fiz umas pequenas surpresas mas a verdade é que você me acompanha a muito tempo, nunca esqueci um segundo seu sorriso e nunca deixei de pensar em como te fazer feliz, lembra que certa vez te disse que queria te conquistar todo dia? Ou melhor.. merecer você todo dia? Os bilhetes as faixas e o cd são para ir um pouco mais além...

Você pode passar por esse caminho todos os dias mas nunca mais vai passar por eles como passava antes, hoje cada esquina e sinal tem uma lembrança, talvez você não tenha entendido ainda, mas espero que ainda esteja ai... me ouvindo... e se estiver... por favor... abre o porta mala...”
Ela saiu do carro, caminhou para o porta mala, e assim que abriu, alguns balões subiram amarrados ao porta mala e uma pequena plaquinha escrita.
“Eu não posso viver sem você, casa comigo!?”
Ela olhou assustada a volta e viu atrás dela, ele sorrindo com os olhos vermelhos de sentimentos e enquanto alguns balões subiam para um infinito azul ela respondia a ele que se tornava hoje o homem mais feliz ...

Nenhum comentário: