Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

domingo, 1 de janeiro de 2012

Ano novo

Enquanto a multidão acertava os ponteiros e apontava os gargalos das garrafas para a frente, ao gritos de uma contagem regressiva cada vez mais frenética eu pensava no ano que tinha vivido...
Foram 12 meses, iguais a todos os anos passados, 12 motivos para pensar que o ano esta indo rápido ou lento, que esta sendo bom ou ruim, 12 motivos que as vezes me deixavam triste por lembrar de algo que tinha perdido, ou por me da esperança por algo que estava chegando e era bom.
Foram em média 30 dias, 4 fins de semana por mês, mas tudo isso é igual ao ano anterior, e ao anterior, mas o que vivi nesses dias é que me fizeram parar nos últimos segundos do ano e repensar em tudo... E sabe aquela frase de que “vi minha vida passar em minha frente em um segundo”? pois é... vi o ano todo passar nesse tempo.
Me lembrei da virado do ano anterior, lembrei dos brindes, e dos desejos para o ano novo, lembrei-me dos amigos que me ligaram, e dos que não ligaram, lembrei das pessoas importantes que queria ter ao meu lado, e da pessoa mais importante que queria muito que estivesse ali, mas por um motivo ou outro não podia.. e por fim... lembrei-me dos amigos que se foram e que só não estavam ali presentes e me ligando por conta de sua precipitada partida, e ai e comecei a perceber que esse ano eu também tinha amigos que partiram precipitadamente, também tenho amigos que não ligaram, e outros que me entulharam de mensagens e lembretes e bilhetes, também tenho um pessoa que queria que estivesse comigo mas que por um motivo ou outro não pode... e por fim percebi que meu ano não foi igual ao outro... não vivi as mesmas coisas, não tropecei nas mesmas pedras, e nem reclamei das mesmas subidas... mas eu senti a importância, a falta, e felicidade de ter as coisas importantes que queria ter comigo Nesse novo ano.
Amigos, família e amor... Com isso a gente conquista todo o resto. Sem Demagogia sem sentimentalismo, sem receio de parecer Piegas... esses são os 3 pilares de um “ano Bom” e agora... só agora as 34 anos eu percebi isso.

E não por falta de atenção, mas por estar dando atenção a outras coisas e não a isso.
Então fechei os olhos, respirei fundo e quando abri, a minha frente milhares de pessoas brindavam , se saldavam e olhavam emocionadas para milhões de pontos brilhantes no céu... iluminado com desenhos, e frases eu olhei para meus amigos, olhei para meu peito que sentia a falta de uma pessoa importante e especial e pensei...
Não tem como não ser um ano bom.

E acho que não tem mesmo.

Nenhum comentário: