Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

tarde da noite sem sonhos....e sonhando

Queria tanto poder abrir o peito e dizer sem medo umas tantas coisas, mas não posso, já fui tão imprudente na minha vida, principalmente nos últimos anos, que acho que qualquer ato que venha a fazer hoje tem o peso de umas mil toneladas... e sendo assim esmaga qualquer broto de esperança que florescesse onde pousa a atitude.
Queria muito poder decorrer com tantas verdades nessas linhas que você nem pode supor, mas acho que a maturidade finalmente chegou, e como monstro assustador espantou tanta coisa que antes eu dava valor...
Espantou a euforia da vida, a alegria infantil de ver o mundo sempre com olhos de quem nunca viu nada...
Espantou o sorriso fácil.
Espantou a confiança descabida e descuidada .
Espantou a esperança de dias menos tensos, e pesados
Espantou os sonhos de vida. As crenças... a fé.
espantou até o que guiava a vida.. espantou o que eu admirava, o amor.
Será que ser maduro é ser frio?
talvez seja, pois antes tinha esperança em tantas coisas, e uma ou outra maior que todas... e agora não tenho esperança, acho que a esperança que tinha transmutou-se em sonho, um daqueles sonhos que a gente sabe que são impossíveis, mas sonha só por que assim, talvez, a gente se sinta mais vivo.
Queria sonhar com coisas reais de novo... com algo que eu possa realizar...
Porque sonhar com alcunhas de “anjo” beijos no peito e polegares nas costas da mão são hoje mais impossíveis que viagens a marte, e super heróis

Nenhum comentário: