Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Diálogos que não acontecem



Deitados ali, no colhão no meio da sala com morangos mordidos em uma vasilha ao lado junto com umas duas ou três garrafas de vinho, o sol começava a entrar pela janela, mas os dois de olhos fechados cobriam-se um com o outro e vez por outro tinham a ajuda de um cobertor leve, ela então passando a mão no peito dele com mais carinho do que jamais fez, respira fundo e em um tom quase que pedindo desculpas por acorda-lo pergunta

- Quando a gente vai acordar!?
- Não sei... quando a gente parar de sonhar? – Disse ele afundando os dedos nos cabelos dela
- Então você concorda que é um sonho né?
- sim... um dos melhores eu acho... mesmo com todos os momentos ruins que tivemos ainda é um sonho com um bom final.
- Então talvez seja um filme.... será que falta muito para os créditos? – fingiu procurar algo que sabia que não existia
- Pode ser que sim, pode ser que venha ja ja e venha uma cena extra. – sorriu ao ver os olhos brilhantes dela.
- Será que vai ter continuação!? – Colocou as duas mãos no peito dele e o olhou nos olhos com um longo sorriso no rosto
- Acho que não... poucas continuações foram boas, algumas até estragaram a obra inicial. .- fingiu não gostar da ideia

- E se for uma serie como Guerra nas Estrelas? foram 6 filmes bem legais – piscou o olho e fez um biquinho e uma carinha que pedia que ele concordasse
-... Acho que a gente é mais um livro.. um romance...
- Por que? – Apoiando a cabeça no peito dele e colocando a mão dele em seus cabelos.
- Mesmo no fim ele continua ali, presente... e lendo a gente sonha viaja... – olhando nos olhos dela e fazendo um cafuné leve contrario a hora.
- Isso é verdade... mas também tem fim. – Fechou os olhos sonolenta
- Tudo tem fim não é? – beijou a testa dela
- Até a gente? – disse quase dormindo.
- Ok... quase tudo... – disse em sussurro vendo ela ser novamente dominada pelo sono e mexer  pé enquanto caia no sono. 

Nenhum comentário: