Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

sábado, 23 de janeiro de 2010

Faça o que digo não faça o que faço...

Por tantas vezes ouvimos alguém nos dar conselhos, nos lançar pesos e pesos de frases prontas, mas essas mesmas pessoas não são capazes de seguir um passo do que dizem ser o caminho certo.
Por vezes eu me via ouvindo gente me dizer que deveria agir de outra forma, ser menos assim e mais assado, que deveria ver as coisas de um lado e não apenas de outro lado, que eu deveria ser mais up e menos down, mas ai, percebi que quem me dizia isso não seguia isso
Penso que as vezes um conselho deve ser dado, mas se o der que seja de alguma forma algo que viva assim será mais visível a aplicação e resultado do conselho correto? Pois é pouca gente faz isso, muito pouca gente.
Lembro que meu avô, a quem atribuo todos os conselhos vividos que recebi, sempre me dava um conselho e que dizia sempre antes dele, “eu aprendi isso na vida... “ O resultado? Bem sou eu, não sei se é bom ou ruim, mas eu sou o que sou por que meu avô, me dava conselhos desde pequeno, me contava suas histórias e me dizia o que tinha aprendido, e depois me dizia, “mas isso foi comigo, com você pode ser diferente” .
Pense quem não seguiria um conselho de alguém que sabe que cada um é diferente? Cada um vive respira, pensa e anda de forma diferente. Não existe como um conselho que ao ser dado seja uma obrigação a e ser seguido.

Eu mesmo já dei muitos conselhos, mas a maioria foram de coisas que eu carrego comigo, as vezes eu mesmo me pego dando um conselho que eu não aplico na minha vida, mas tento, e tentar já é bom.
Esses dias eu tenho pensado se eu tenho seguindo um conselho que eu mesmo pensei e escrevi em minha geladeira para me lembrar, que nem sempre a gente ta atento aos pontos da vida, digo pontos como as velhas cozinheiras que dizem saber o momento certo de tudo por que esta no ponto certo...então eu lembrando disso pensei em um conselho quase que um mantra pra mim nos últimos dias
O PONTO CERTO DE SE VIVER A VIDA É VIVER A VIDA E PONTO.
Que seja assim que vivamos as nossas vidas, com ou sem conselhos, que aceitemos ou não as dicas, as manhas de outras pessoas, e vivamos a nossa vida, e busquemos o ponto certo disso que não tem como voltar atrás, não tem como corrigir a vida. Faça o que acha certo aceite os erros e viva.
Afinal das contas, a grande burracha para o livro da vida é acreditar que teremos uma vida após a morte. Mas na verdade a gente tem que se preocupar com a vida antes da morte...

3 comentários:

Anônimo disse...

'O PONTO CERTO DE SE VIVER A VIDA É VIVER A VIDA E PONTO'

Vamos combinar, meu caro, que não é assim tão suave e simples como você ditou em palavras, certo? rs
Ditar um lema é fácil, mas seguí-lo com determinação e com vontade de colocá-lo em prática é tão mais complicado...
Eu consigo compreender suas palavras. E se cada um seguisse as próprias palavras, aquelas, tão bonitas e bem-feitas, que oferecemos com carinho para os mais chegados em forma de conselho, creio que todo mundo seria mais feliz. É pena não ser dessa forma, é pena sermos tão capazes de oferecer um bom conselho e sermos tão impossibilitados de seguir o mesmo.
Mas tem razão, viver a vida e ponto. Mesmo que seja muito torturante, difícil, a gente precisa tentar, e deixar um pouco de lado o que os outros dizem, ou mesmo ouvir, pra não deixar de ser educado, mas seguir apenas o próprio coração.

Lindo texto, apreciei demais!
Um forte abraço,
sua fã.

Brubs disse...

Minha fã
seria bem legal deixar seu nome ai né? mas é facil viver a vida em ponto sim. mas entendo que disse e respeito, mas a base do texto era , se for dar um conselho de um que você mesmo viva ele. é isso.

Devoradora e Cuspidora de Palavras disse...

As vezes um conselho que damos para outras pessoas servem para elas e não para nós, sempre temos as diferentes situações na vida e não necessariamente vividas da mesma forma.
Bem é isso o que eu penso =)