Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

as vezes.

As vezes.
As vezes a gente passa pela vida se perguntando, até quando vamos viver assim, até quando vamos regar um jardim sem flores, vamos podar uma planta sem ramos, vamos abrir uma janela sem vista... e a resposta é simples, vamos sempre fazer isso quando enquanto acreditarmos que regando pode nascer algo bom, enquanto acreditarmos que podando vai nascer um broto bom e que na próxima vez que a gente abrir a janela vamos ver uma das melhores vistas.
As vezes a gente abre e vê, mesmo que por pouco tempo uma bela vista e mesmo depois, mesmo muito tempo depois, ainda consegue ver, basta fechar os olhos e ver, as vezes como Van Gogh , a gente pinta um quadro da vista que vimos, enquanto estamos trancados em um quarto em um dia de chuva... as vezes a gente até sente a brisa e o vento, e as vezes até o orvalho da manhã... mas só as vezes...
As vezes a gente abre a janela esperando rever a vista, rever os montes, vales, as arvores e tudo que te fazia sorrir, mas vê apenas uma parede de tijolos, ou uma janela vazia... sem ninguém a te acenar...
As vezes a gente poda um ramo, esperando que ele venha mais forte, e que as folhas verdes venham a tona, e transforme a planta em algo maior e bonito... mas nem sempre é assim, as vezes uma poda pode por bem longe as folhas... e na manhã seguinte nem orvalho te resta...
As vezes a gente rega, com vontade, as plantas, torcendo para que cada gotinha seja notada, cada gotinha seja absorvida e vire uma flor, aquela flor que brota em poucos lugares, aquela que de olhos fechados anos depois tu lembra perfeitamente da flor... do perfume.. e fechar bem os olhos... pode até ver a flor hoje... longe... balançando a ventos alheios a você... as vezes isso acontece...
As vezes a gente pensa que pode achar uma outra flor, uma outra planta uma outra vista... mas sempre a gente vai saber que nunca vamos achar planta, que mesmo sem as folhas que tu sonha te pareça mais bonita e mais digna de seus cuidados, e mesmo a paisagem parecendo simples, e bucólica a gente não consegue parar de olhar e olhar... e olhar...
E a gente sabe que mesmo se estivermos em um jardim com milhares de flores, todas perfumadas todas marcantes a gente sabe que mesmo assim nenhuma delas vai te fazer fechar os olhos e lembrar cada segundo que olhou para ela...
As vezes a gente vai invejar uma brisa alheia, um vento inquieto, as vezes a gente vai se olhar nos espelhos e pensar o por que de seus cuidados a uma flor serem tão improdutivos...
E as vezes a gente vai ficar sem respostas as nossas perguntas... mas as vezes..
Somente as vezes
Muito raramente
A repostas é simples
Tão simples como regar uma planta que não quer ser regada por você....
As vezes... você não merece....

Nenhum comentário: