Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Maldita ansiedade
Weverson Garcia (27/08/01)

Rasga o peito, transpassa a alma em agonia
Morde o lábio, arranha as faces, rói as unhas
Maior demonstração de masoquismo, sodomia.
Angustia maior e este estado em que me punhas.

Ansiedade, rasga corrói e assusta, mas
Dói em meu peito, agora sabeis.
Que dói mais em mim, mais que punhais
O descaso, e tu bem me dizeis.

“Larga da aba de minha saia..
anda, vai te embora, some”como cão recolho-me a minha baia
e novamente ousso a frase que me consome

“larga, vai te embora,” e me devora
a vontade de a ti dizer, de certo não é a hora
que em pouco tempo me teve, e agora
posto no chão como coração não quisto, e vai embora.

Me deixas ali largado, posto de lado como louco em asilo
Me largas ali, sujo de mim, limpo de tu, no respirar a dor.
Me deixas assim, doente, verme, minúsculo, primeiro bacilo
Pequeno corrói em pouco, o pouco que tinha de amor.

Nenhum comentário: