Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Verdades

- Como seria fácil se todos olhassem a verdade da mesma forma, mas nem sempre é assim cada pessoa tem a uma forma de ver a verdade, cada um olha para ela como seus medos e receios suas histórias seus sonhos, e é isso que faz alguém olhar o mesmo fato de uma forma diferente de outra pessoa. – Disse ele antes de tomar o café.

- Mas e daí? Uma verdade não vais ser sempre uma verdade? – Perguntou ela olhando atentamente os movimentos dele.

- Bem, uma verdade é sempre uma verdade, mas posso te contar uma grande mentira te enchendo de pequenas verdades, propaganda é isso, é dizer um monte de pequenas verdades, que juntas de certa forma parecem uma grande verdade, mas são na verdade uma mentira clara e simples. – O café solta fumaça e embaça os óculos dele, depois do gole.ele apóia a xícara na mesa.

- Então você ta me dizendo que todo mundo mente?
- Não, eu estou te dizendo que desconfie sempre de uma verdade dita sem convicção.
- Por que?
- Uma mentira dita com muita convicção pode ser entendida como verdade absoluta, uma verdade dita sem a mesma convicção é uma mentira mal contada.
- Como?
- Uma vez uma amiga minha estava indo acampar, e ela sempre foi uma pessoa que acredita em tudo que dizem a ela, bem, ela tava guardando uma barra de chocolate gigante na mochila e eu olhei pra ela e disse, - Você vai levar chocolate? Cara esqueceu os ursos? Ela me olhou e perguntou que ursos? Eu falei as verdades sobre os ursos, que eles tem um olfato apurado, que correm muito mais rápido que um homem, que são muito fortes e que são apaixonados por chocolate. Que ela ia ser atacada por um urso se levasse os chocolates, sabe o que ela fez?
- O que?
- Acreditou e tirou o chocolate da mochila, sem nem questionar a verdade do que disse.
- Isso só prova que você mente muito bem.
- Não isso prova que fatos verdadeiros podem maquiar uma mentira e ela parecer uma verdade absoluta, ela se lembrou de que viu em algum documentário que ursos tem olfato apurado e que são territoriais, lembrou que eu sempre acampei, e que eu gosto de estudar e ler coisas, e logo esqueceu que eu sou um cara quem gosta de brincar com ela, e esqueceu de analisar as verdades que eu dizia.
- Mas você contou a ela depois?
- Que nada o chocolate estava muito bom HAHAHAHA
- AHHAHAH seu louco.....
-Claro que contei a ela, e ela entendeu que não pode acreditar em todas as verdades ditas, por que quem diz sempre leva ela pra seu lado, seu modo de ver... ela agora sempre que escuta algo assim analisa as verdades e pensa... “tem cabimento?” e decide se acredita ou não, totalmente ou não.

- Então a verdade não existe.... é isso
- Longe disso. A verdade existe, e vem sempre a tona... basta você saber tirar dela os fatos que são reais, e os que são pura propaganda...

- Você sempre me faz pensar... que droga...isso me deixa louca...
- Bem... devo acreditar que seja verdade.
-Não, foi só propaganda AHHAHAHA

Os dois saem lado a lado, ainda rindo enquanto o resto do café esfria na xícara, lá fora o vento frio, e um abraço... o que é verdadeiro sempre volta a surgir... sempre para o bem ou para o mal.

Um comentário:

Ana Carolina disse...

Começando a ler está história, imaginei 50 desfechos e finais, menos o que aconteceu.
Adoro histórias que me impressionam e mostram que nem sempre os finais são previsíveis.
Muito bom!
Adorei esta história.