Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Eu podeiria ir ai

O telefone toca, ele levanta-se apressado, a hora já era das mais adiantadas, e ele não esperava telefonema algum, do outro lado uma voz chorosa diz um alo beirando a um miado, é ela e ele sabe disso, sua mão treme e ele apenas pergunta
- O que foi?
- Não sei, acordei sentindo que você não ia mais falar comigo.
- ... e eu teria motivos, certo?
- Sim... mas eu não gostaria.
- E o que posso fazer? Não foi assim que você escolheu? Não é assim que você quer que seja?
- Não, eu não quero perder contato com você.
- Nunca vou deixar de falar com você, ou pensa que o que passamos acaba assim?
-Não... eu sei que não.
-Nunca, antes de tudo, você é uma pessoa especial pra mim.
-..., mesmo?
-Duvida?
A conversa se desenrola e ela muitas vezes em lagrimas diz que sente a falta dele, o relógio alheio a vontade dos dois de que o tempo passe lento, mantém seu passo a passo, seu tic tac torturante, até que eles já estejam exaustos, e o temor de um rompimento total tenha se afastado.
-E sempre bom falar com você. – Diz ele com voz leve em tom de sorriso.
-Eu digo o mesmo, mas sinto falta...
-De que?
- De seus olhos em mim, sinto falta mesmo...
-Você não é a única.
-Quer dizer que tem mais sentido sua falta? – Diz ela brincando e com a voz em pura gargalhada.
-Olha, não vou negar, mas eu quis dizer que eu também sinto sua falta.
-De que?
-De sentir a sua pele, Sabe, as linhas do seu rosto estão sempre a minha mente, as vezes eu penso que tenho que te ver de novo, mas sei que é só um sonho...
-Sonho?
-Sim, por conta de tudo... é só um sonho..
-Sabe, não querendo te fazer acordar, ou te dar esperanças, eu penso em você, muitas vezes...
-E eu penso em você sempre.
-Mesmo?
-É.. . Mesmo.
-Ai...
-O que?
-Você... complicado isso tudo...
-Eu?
-É, e a falta que sinto de você
-Eu... bem... Eu poderia ir ai? Só para te observar?

Ele desliga o telefone, e vai sonhar...

As vezes, a gente se pega pensando se deve ou não fazer alguma coisa, se deve ou não agir, e essa duvida nos consome durante horas, as vezes dias e em casos terminais, meses, ou anos. Segundo alguns Filósofos – Querer, desejar, é o que gera sofrimento. Então não deveríamos desejar nada certo?

Bem, eu lanço um desafio, passe um dia sem desejar algo, um café que seja, viva apenas com o que te aparece a frente, por mais chances que a vida te dê para ser feliz, A gente sempre acaba desejando algo além, e muitas vezes esse desejo nos faz abrir mão de algo próximo e que nos faz bem, para viver algo longe,que nos satisfaz o desejo de querer, mas abre nossos olhos ao que deixamos para trás e parece agora ser o que nos fazia bem e satisfazia.
Pense bem, se não é o desejo que nos faz sofrer, e o desafio esta feio, quem passar um dia inteiro, sem desejar nada, ira ganhar uma camisa minha, com uma arte minha feita especialmente para esse desafio. Mas não vale omitir pequenos desejos, você não pode desejar a camisa... tem que merecer. Logo
Um dia sem desejos...aceita o desafio?

Um comentário:

Devoradora e Cuspidora de Palavras disse...

Nem posso me arriscar neste desafio, já acordo desejando um bom dia e não só para mim, mas para outras pessoas tb, porém seria interessante achar alguem que consiga isso.