Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Pequenos momentos

Os dois se olharam uma ultima vez em silencio antes que ela dissesse qualquer coisa,ele de abaixou a cabeça e ouviu atentamente o que ela dizia.
- Não adianta me dizer certas coisas e esperar que eu acredite e esqueça todo o resto!? Eu realmente não entendo isso, realmente não da pra entender, você diz um monte de coisas mas não age de acordo com o que diz.. você argumenta mas não sustenta, e dizer “eu te amo” não é amar de verdade.
Ele mantinha a cabeça baixa incapaz de olhar ela nos olhos... incapaz de ver ela com lagrimas nos olhos e incapaz de dizer qualquer coisa contra o que ela dizia... é verdade pensava ele, tenho dito tanta coisa... mas não tenho provado nada disso... não tenho sustentado nada...
- E agora fica ai, calado...não tem nada pra dizer não é? Acho melhor a gente se afastar... acho melhor você ir embora.
Ele levantou-se calado, passou pela porta que ela estava de pé e caminhou até o quarto, cada paço pesava mais que 1 tonelada, mas logo ele estava ali, a mala sobre a cama, as portas abertas, as poucas peças de roupa, sapatos pequenos itens, detalhes tudo sendo meticulosamente arrumado na mala, o som frio da TV ligando na sala dava a impressão de que ela não se importava, que ela não ligava... e ele pensou uma vez mais que a culpa disso era dele, ele não demonstrou ele não sustentou ele abriu mão... ele deixou escapar dizendo apenas e não provando seu carinho.
Ela sentada no sofá mordia o lábio para não deixar subir aos olhos o rio largo que seu peito produzia, ela ainda buscava forças para manter sua decisão mesmo seu peito dizendo “levanta vai lá segura ele e diz que você só quer um abraço... e que o ama... que ainda o ama” mas ela parecia que seu corpo não obedecia mais seus comandos e ela apenas mudava de canal.
Logo ele estava de pé na porta, e ela sentada, a mala no chão, ele olhava em volta como que procurando algo... então olhando ela no sofá disse.
- Você tem razão... Todo razão... Dizer eu te amo não é te amar de verdade, Eu dizia muito, e mostrava pouco, e não consigo entender o por que disso, não tem nada que eu possa dizer ou fazer agora que possa corrigir o que não fiz antes... eu posso apenas lembrar de todas as pequenas coisas que fiz e que não são vistas... quem sabe assim um montante delas possam ajudar a somar algo de peso....
Ela levantou os olhos para ele quando ele começou a falar.
- Nunca deixei que carregasse mais peso do que carregava quando te vi a primeira vez, não por que não acreditasse que você poderia não suportar, mas por que não queria te ver cansada e com dores, Nunca em todo esses tempo deixei passar um dia sem te acordar sorrindo, não por que queria que me visse feliz... mas por que eu não conseguia esconder minha felicidade em poder te acordar, Nunca deixei que ficasse sem resposta de nada, não por que seria educado, mas por que sempre achei que merecia saber de tudo, mesmo quando eu não sabia eu buscava apenas para você.
- Sempre deixei o controle remoto com você, não por que a TV estava chata, mas por que eu queria que você decidisse a hora de ir pra cama comigo, sempre que pude deixei seu café pronto, não por cuidado, não por comodidade, mas por que sempre soube como gosta e como seu dia é sem ele. Sempre marquei sua revista nas matérias que sabia que ia gostar, só por que sabia que ia gostar... sempre te disse eu te amo.. não por que é bonito, forte, romântico... mas por que se eu não dissesse eu iria acabar estourando.
Ela o olhou nos olhos, embora dissesse tudo isso não tinha nos olhos o mesmo brilho de antes... algo nele estava diferente... ela quis se levantar e o abraçar mas apenas o olhou
- Sempre te vi brilhando, sempre foi pra mim mais querida que tudo, nunca em dia algum, nem mesmo nos momentos mais complicados de seu humor eu deixei de estar a teu lado, de te ver linda e brilhante... nunca deixei de admirar seu trabalho, nunca deixei de me encantar com seu riso... ... nunca deixei nem mesmo quando não nos víamos por longos períodos nunca deixei de me lembrar de seu perfume, de seus cabelos entre meus dedos... e de seu toque em meu peito... nem esqueci aquele beijo que enterrou no meu peito um almoço que tivemos juntos a tanto tempo atrás...
Ela lutava para ficar de pé mas suas pernas bambas e a falta de força a fizeram apenas recostar no sofá...
-Mas uma coisa que eu nunca mais vou esquecer são 5 palavras que me disse, e que fizeram tudo isso que eu disse, que eu sempre fiz perder um tanto da importância... “Acho melhor você ir embora” ... Você esta certa... é melhor eu ir embora... é melhor eu sair e não voltar... sabe por que?
Ela o olha nos olhos e percebe que ele chora, Mas incapaz de dizer qualquer coisa apenas diz “Hum”
- Por que te amo, te amo tanto que sou incapaz de querer te ver infeliz e triste, prefiro que viva sua vida e se alguém tiver que ser infeliz... que seja eu... você pode esquecer que te amo, e pode esquecer as pequenas coisas mas eu me lembro de todos dos minúsculos detalhes que me fazia por carinho... e isso eu nunca vou esquecer.
Ele abaixa, pegando a alça da mala o casco na outra mão, coloca as chaves no aparador, e abrindo a porta diz...
- Ela me perguntou se eu estava feliz com você....
- E o que você respondeu ? perguntou ela mudando de canal
- Que eu não seria feliz de outro jeito.

A porta se fecha, ela fica horas vendo a tela da TV mudar de cor e imagens mas não esta realmente assistindo TV... esta lembrando de cada minúsculo detalhe que ele fazia para ela... e que ela não via... e quando olhou para o lado... ele sorria para ela no porta retratos....

“será que a vida poderia ser assim? Uma soma de pequenos momentos, de pequenos erros e grandes erros? Será que a soma de tudo é positiva? Será que existe uma respostas para todas as perguntas? E me pergunto por que algumas estrelas param de brilhar no céu desse tolo de uma hora para outra...”

Nenhum comentário: