Por que um baú?

Bem, quem acompanha minha tentativa de escrever algo que seja bom ao leitor,vai poder voltar aqui, abrir o baú e ler, pensare espero eu que comente nos textos afinal, esse baú é para guardar pensamentos.
Deixe aqui o seu também.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Ponteiros




Jogou-se na cama tão pesada como seu dia,a face afundava no travesseiro, os pés doidos e para fora da cama ainda traziam o sapato, a bolsa agora no chão espalhava seus pertences e ela apenas gemia para si mesmo as angustias de seu dia.
Em meio a mais uma bufada virou-se e viu as horas no letreiro vermelho de seu despertador, pouco mais de 19h e ela queria que fosse mais tarde, assim poderia dizer que chegou tarde e que não pode ir... odiava as convenções sociais, detestava os convites formais e impossíveis de serem evitados... mas como sua amiga disse no e-mail, “é ai pertinho e você NÂO PODE FALTAR, NÃO TEM DESCULPA” sentou-se na cama tirando os sapatos e vendo seus dedos quase gritarem a liberdade. Espreguiçou-se mais para relaxar os músculos do que por sentir-se confortável , o caminho até o banheiro não era longo mas o peso de seu dia atribulado fazia qualquer passo parecer uma milha.
No espelho fazendo caretas a si mesmo desarrumou seu cabelo só par ter motivos para dizer que estava um “caco” a blusa branca e a calça jeans agora no canto e ela se preparava para o banho, quem sabe isso não me anima, pensou ela fechando a porta do Box e ligando o chuveiro, logo o vapor quente condensava nas paredes e ela deixava a água quente correr por seu rosto e ombros.
Quem iria a essa festa, pensava enquanto derramava seu sabonete liquido na esponja, talvez Ele fosse... seria bom encontrar com ele hoje... ela sempre sentia-se bem ao vê-lo, as risadas eram comuns em seus encontros... algo aquecia seu peito... mas... veio a lembrança logo depois... ele esta saindo com aquela menina... qual é mesmo o nome dela..... bem não importa... pensa enquanto coloca a cabeça sob a ducha...
Nem tudo é como a gente gostaria, pensa ela massageando seus cabelos, Quando eu o conheci...era eu que estava envolvida, e ele me falava que tinha vergonha as vezes das coisas que pensava... mas... respeitava... e ela não podia fazer diferente... afinal... eles eram “bons amigos” sorriu ao pensar isso.
“bons amigos” quem dera fosse verdade, quando ele começou a sair com aquela menina, ela sentiu uma ponta de ciúmes... mas ela também estava saindo com um rapaz e logo deixou passar, mas agora... agora ela sente vontade de estar no lugar da menina... mas nunca disse isso a ele... e será que ele ainda pensa nela como antes!?
O vestido longo florido era a pedida certa para a noite, leve e bonito nada de sexy ou apertado.. colocou sua rasteira e pegou as chaves... 10 minutinhos só ok? Nada alem disso disse ela se olhando no espelho... e se ele estiver La? Com aquela menina? 5? 35... ok..se ele falar comigo eu fico até de manhã.
Pouco depois sentava-se junto a amiga, brindava a data mas...cade ele? Sua amiga logo diz que ele não vem, não estava muito bem... tinha brigado com aquela menina e não estava bem para festa, mas mandou um beijo especial para ela.
15 minutos, pensou ela... e eu vou embora, mas antes que esse tempo acabasse ela viu um sorriso sem precedentes surgir em seu rosto, ele sentou-se a seu lado.... ele veio...
“Pensei melhor, é melhor beber com amigos do que passar a noite com o travesseiro.”
Ela sorriu, e logo estavam os dois em uma serie de risadas, mas ele levantou-se e ficou um pouco afastado... ela veio logo atrás com a desculpa de “acender um cigarro”
- Estava penando que você não viria, já estava até pensando em ir embora – ela falou olhando ele acender o cigarro.
-Eu também pensei que não viria
-E por que veio!?
-Você...
- Eu?
- A gente se conhece a um bom tempo, nosso tempo nunca coincidiu, estamos sempre em momentos diferentes, nunca conseguimos ser francos um com o outro... sempre por respeito ao momento que um ou ambos vivíamos, mas... hoje eu vim por você.
- Nossa... não sei o que dizer... eu estava pensando nisso hoje.
- E eu penso nisso a longos anos...
- ... Você quer dizer o que?
- Que hoje, mais precisamente agora, meu ponteiro esta marcando a mesma hora que o seu...

Ela o olhou nos olhos e o abraçou forte, mesmo aquela noite tendo terminado apenas comum abraço os ponteiros dos dois caminhavam compassados, e o tempo agora era parceiro deles e o momento certo ainda estava por vir.

Nenhum comentário: